Futuro

O Centro de Operações Rio (COR) mantém seu pioneirismo em tecnologia e integração e chegará a 2023 maior, mais moderno e eficiente no monitoramento do dia a dia da cidade. A ampliação do equipamento permitirá à Prefeitura do Rio aumentar a extensão da sala de controle, que contará com um telão de 102 metros quadrados, além da instalação de bancadas operacionais e monitores, e de um datacenter capaz de processar um alto volume de dados para auxílio no monitoramento urbano da cidade.

Toda essa estrutura permitirá o acesso a dez mil novas câmeras de vigilância, três mil pontos de conexão semafórica para controle de tráfego, resíduos, chuvas, alagamentos, entre outras atribuições, além de cinco mil pontos de wifi que permitirão a conexão de 200 cariocas por rede e nove mil sensores georreferenciados. O investimento em alta tecnologia fará do Rio uma das cidades mais inteligentes do país.
Com a expansão, o COR contará com mais tecnologia de ponta, com recursos humanos e tecnológicos capazes de desenvolver soluções de Internet das Coisas (Internet of Things – IoT) e cidade inteligente (Smart City). Todo o projeto será custeado 100% pela Parceria Público-Privada (PPP) de iluminação pública do Rio – o programa Luz Maravilha, por meio da Rioluz e da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

Detalhes da Expansão

Sala de Controle: a Sala de Controle do COR será ampliada em 30%. Serão mais seis bancadas operacionais, com 24 posições de trabalho, e 20 monitores, formando um novo telão de 14 metros quadrados, a ser instalado ao lado do atual, que conta com 100 monitores e 65 metros quadrados.

Datacenter: o primeiro andar do novo prédio vai abrigar um amplo Datacenter, capaz de processar um alto volume de dados, como quantidade de chuva, fotos e vídeos de ocorrências, e informações capturadas pelos novos sensores georreferenciados. No mesmo equipamento, serão processados os streamings das novas câmeras, todas conectadas por fibra ótica. Parte da equipe de Tecnologia da Informação trabalhará nesta área, supervisionando a estrutura responsável por recursos como a conectividade dos pontos de wi-fi e os sensores de IoT.

COR.Lab: o Laboratório de Inovação do COR. A iniciativa, em conjunto com diversos parceiros – como instituições acadêmicas, setor privado e outras organizações que integram o ecossistema de inovação do COR -, vai fomentar o desenvolvimento de pesquisas e novas soluções voltadas a aumentar a performance do COR na integração das operações urbanas, além de contribuir para a construção de uma cidade mais inteligente e resiliente.

P&D e Resiliência: setor de Pesquisa e Desenvolvimento do COR e o escritório de Resiliência, que volta a ocupar posição de destaque no Rio. Na sala de P&D, serão pensados projetos de Smart City, planejados e executados com diferentes equipes da prefeitura, da PPP e de parceiros. Os investimentos trazidos pela PPP devem ser traduzidos em serviços, afirma o chefe executivo do COR.

Certificação LEED: O Projeto do novo prédio quer garantir a Certificação LEED – (Leadership in Energy and Environmental Design). Trata-se de uma ferramenta de Certificação que busca incentivar e acelerar a adoção de práticas de construção sustentável. Este sistema de avaliação promove uma abordagem ao edifício por inteiro, desde a concepção do projeto até a construção final e a manutenção do mesmo. A certificação LEED proporciona melhorias para a sociedade e meio ambiente. Para isso, o CCO contará com reutilização de água e instalação de células fotovoltaicas para melhor eficiência energética.

plugins premium WordPress

Obrigado

Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista de newsletter. Em breve você receberá nossas novidades na sua caixa de mensagens.

Não esqueça de verificar se nossas mensagens não estão caindo na caixa de SPAM.

Inscreva-se na nossa Newsletter

Obrigado

Sua mensagem foi enviada com sucesso. Em breve você receberá uma mensagem ou resposta ao seu contato. Não esqueça de verificar se nossas mensagens não estão caindo na caixa de SPAM.