Balanço da chuva (11/02/20)


12/02/2020

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 5h

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informa que o município retornou ao ESTÁGIO DE MOBILIZAÇÃO às 18h30 desta terça-feira, dia 11 de fevereiro de 2020, porque não há previsão de chuva forte dentro das próximas 6 horas e também porque foram desmobilizadas as últimas sirenes que estavam acionadas, na comunidade da Rocinha - os equipamentos tocavam desde 1h06 da madrugada desta terça-feira. O Rio ficou em Estágio de Atenção entre 15h20 desta segunda-feira, dia 10, e 18h29 desta terça-feira, dia 11 de fevereiro de 2020.

PREVISÃO DO TEMPO DE HOJE ATÉ SÁBADO (15/02)

O Alerta Rio informa que até o fim desta terça-feira (11/02), o tempo permanece instável e a previsão é de chuva fraca a moderada, isolada, com redução gradual dos acumulados de chuva nas últimas 24 horas.

Ainda de acordo com o Alerta Rio, ao longo desta quarta-feira (12/02), a entrada de umidade vinda do oceano vai criar condições para chover de fraco a moderado, em pontos isolados, a qualquer momento do dia.

Na quinta-feira (13/02), ventos em altos níveis da atmosfera devem provocar chuva fraca a moderada, isolada, a qualquer momento do dia - mas principalmente à tarde e de maneira mais constante.

Na sexta-feira (14/02), ainda haverá condições para chuva fraca a moderada, isolada, somente durante a madrugada.

Ao longo do sábado (15/02), o tempo volta a ficar estável, com céu nublado a parcialmente nublado e sem previsão de chuva.

O Alerta Rio explica que os modelos numéricos de previsão do tempo NÃO indicam grandes acumulados de chuva para o período de 60 horas, que vai da noite desta terça-feira (11/02) até a madrugada da sexta-feira (14/02). Nesse período, a estimativa média de chuva é de de 30mm.

 

BOLSÕES D'ÁGUA/ALAGAMENTOS

O Centro de Operações Rio registrou desde o início da chuva, na segunda-feira (10/02), até 11h30 desta terça-feira (11/02), cerca de 90 pontos de bolsões d'água. Apenas um está em andamento:

  • Av. Alfredo Balthazar da Silveira - Alt. Av. Glaucio Gil - Recreio.

 

QUEDAS DE ÁRVORES:

Em andamento: 

  • Estrada da Gávea Pequena, altura do número 1.798;
  • Estrada dos Três Rios, na altura do número 3.020.

Ocorrências em tempo real podem ser conferidas no Twitter do COR: https://twitter.com/OperacoesRio

ONDE MAIS CHOVEU

O Alerta Rio informa abaixo os maiores registros de chuva durante a vigência do Estágio de Atenção, que durou das 15h20 de segunda-feira (10/02) às 18h29 desta terça-feira (11/02):

Em 15 minutos:
llha do Governador: 16h45 - 29,6 mm
Penha: 16h30 - 18,2 mm
Barra/Barrinha: 15h30 - 15,4 mm

Em 1 hora:
Ilha do Governador: 17h - 69,2 mm
Santa Cruz: 15h45 - 45,6 mm
São Cristóvão: 19h30 - 34,8 mm

Em 24h:
Rocinha - 14h30 - 143,6 mm
Alto da Boa Vista - 14h45 - 132,4 mm
Jardim Botânico - 13h15 - 126,0 mm

 

DEFESA CIVIL

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, subordinada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), registrou, das 14h desta segunda (dia 10) até 23h de terça-feira (11), 49 chamados pelo canal 199 (de atendimento do órgão). As principais solicitações são por infiltrações ou rachaduras em edificações (15 chamados), ameaça de desabamento de estrutura (14), deslizamento de barreira (9) e desabamento de estrutura (4). À tarde, oito imóveis foram interditados na Rua Bento Lisboa, no Catete, onde ocorreu desabamento de um sobrado. As vistorias continuam nesta manhã em diversos pontos da cidade. Os bairros com maior demanda são: Tijuca (4 ocorrências), Todos os Santos (4), Catete (duas), Copacabana (duas) e Jardim Maravilha (duas). Técnicos também estão de prontidão no Centro de Operações Rio (COR) para qualquer eventualidade.

 Sirenes – Dez sirenes foram acionadas em três - das 103 - comunidades de alto risco geológico do município visto que o índice pluviométrico atingiu o protocolo de desocupação preventiva (40 mm/1h) nestas áreas. Na Mangueira e no Parque Candelária (São Cristóvão), as sirenes foram ativadas entre 19h16 e 23h de segunda. 

Rocinha - Já as sete sirenes da Rocinhas foram acionadas às 1h desta terça e continuam ligadas diante da situação de risco da área. Todos os três pontos de apoio da Rocinha estão funcionando e abertos. Técnicos da Defesa Civil se encontram na comunidade para atendimento das demandas e orientação dos moradores.

 Alertas sonoros - O sistema de alertas sonoros é baseado no monitoramento dos índices críticos de chuva por meteorologistas do Sistema Alerta Rio, lotados no Centro de Operações Rio (COR), onde profissionais da DCRJ atuam, de forma integrada, 24 horas/dia. O sistema conta ainda com a participação de líderes e voluntários da comunidade, além de pontos de apoio previamente definidos, caso haja a necessidade de evacuar provisoriamente moradores. O Sistema de Alerta e Alarme Comunitário para Chuvas Fortes da Prefeitura do Rio conta com 83 pluviômetros, 165 sirenes e 194 pontos de apoio.

 

Voltar
Telefones Úteis

Centro de Operações

Rio de Janeiro

Aplicativos

Endereço

Rua Ulisses Guimarães, 300 - Cidade Nova
CEP: 20211-225
Tel.: (21) 2976-4500

Assessoria de Comunicação
(exclusivo para imprensa)

Telefone: (21) 2976-4531 / 4538
E-mail: comunicacao@centrodeoperacoesrio.com.br

Dúvidas, Informações ou Denúncias

Ligue 1746 ou (21) 3460-1746,
quando estiver em uma cidade com código de área diferente do 21
 

Prefeitura do Rio de Janeiro - Todo o conteúdo deste website está licenciado sob a CC-ATTRIBUTION 3.0 Brazil,
exceto quando especificado em contrário e nos conteúdos replicados de outras fontes.

Desenvovimento: SeteTalents