BALANÇO DA CHUVA (02 e 03/01/2021)


04/01/2021

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO às 3h20 - O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informa, abaixo, balanço das ocorrências provocadas pela chuva de sábado (02/01) e deste domingo (03/01) na cidade do Rio de Janeiro.

RIO RETORNOU AO ESTÁGIO DE MOBILIZAÇÃO

A capital está em ESTÁGIO DE MOBILIZAÇÃO desde 13h50 deste domingo, 3 de janeiro de 2021, devido à redução dos acumulados de chuva. O Sistema Alerta Rio informa que não há previsão de chuva forte para este domingo.

 

INFORMAÇÃO MAIS RECENTE SOBRE O TEMPO

O TEMPO AGORA ÀS 18h51 - De acordo com o Sistema Alerta Rio, núcleos de chuva isolados se formaram sobre a Baía de Sepetiba e a região de Itaguaí. Eles poderão provocar chuva fraca a moderada, isolada, na região de Santa Cruz e Sepetiba já nas próximas leituras dos pluviômetros.

 

PREVISÃO PARA O DOMINGO (03/01) - Para o restante deste domingo (03/01), devido à entrada de umidade vinda do oceano, o céu agora à noite fica nublado a encoberto e deve chover fraco a moderado, em pontos isolados, a qualquer momento. Os modelos numéricos de previsão do tempo estimam que chova, em média e para toda a cidade, cerca de 5mm até o fim do dia. A máxima hoje foi de 28,1º°C.

 

 

PREVISÃO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS QUATRO DIAS

O Alerta Rio informa que nesta segunda-feira (04/01), áreas de instabilidade em altos e médios níveis ainda devem provocar somente chuva fraca, isolada, pela madrugada. E, no período da tarde e à noite, a chuva deve variar de fraca a moderada. Os modelos numéricos de previsão do tempo estimam que chova, em média e para toda a cidade, cerca de 20mm neste dia.

Na terça-feira (05/01), a circulação dos ventos irá transportar umidade do oceano para a cidade. Por isso, a previsão é de chuva fraca a moderada, em pontos isolados, durante a tarde. Os modelos numéricos de previsão do tempo estimam que chova, em média e para toda a cidade, menos que 5mm.

Na quarta-feira (06/01) e na quinta-feira (07/01), há previsão é de que no período da tarde ocorram pancadas de chuva com intensidade moderada a forte, mas de curta duração – as típicas pancadas de chuva de verão. Os modelos numéricos de previsão do tempo estimam que chova, em média e para toda a cidade, menos que 10mm em cada um desses dois dias (quarta e quinta).

 

BOLSÕES D'ÁGUA/ALAGAMENTOS

Desde a manhã de sábado (02/01) até as 9h40 deste domingo (03/01), foram registrados 58 bolsões d'água e/ou pontos de alagamentos em vias públicas. Deste total, dois estão em andamento. Confira abaixo:

  • Rua Viúva Cláudio, altura do Buraco do Lacerda, no Jacaré;
  • Av. Chrisóstomo Pimentel de Oliveira, na altura do nº 1224

 

 QUEDA DE ÁRVORES/GALHOS, POSTES, ESTRUTURAS, DESLIZAMENTOS E BURACOS NA VIA

EM ANDAMENTO

  • Afundamento de pista na Rua Lopes Quintas, altura do número 476.

 

FINALIZADOS:

  • Queda de árvore na Estrada das Canoas, na altura do número 755, em São Conrado;
  • Queda de estrutura de alvenaria na Rua Leopoldina, altura da Rua Silvana, em Piedade;
  • Deslizamento na comunidade Morro da Formiga, na Tijuca;
  • Queda de árvore na Estr. do Joá, na altura do nº 1.236;
  • Queda de galhos na Rua Constante Ramos, altura da Rua Domingos Ferreira, em Copacabana;
  • Queda de galhos na Estr. Grajaú-Jacarepaguá, altura do Hospital Cardoso Fontes, sentido Jacarepaguá.
  • Queda de árvore na Av. Atlântica, na altura do Copacabana Palace
  • Afundamento de pista na Rua Luiz Beltrão, altura do número 807;

 


COMPARATIVO DA CHUVA DE SÁBADO COM A MÉDIA HISTÓRICA DE JANEIRO

De acordo com os dados das 33 estações meteorológicas do Sistema Alerta Rio, destacam os três locais abaixo no comparativo da chuva de sábado com a média histórica de chuva (média histórica não deve ser chamada de "chuva prevista para o mês").

Confira abaixo, além desses dados, o quanto choveu, em média, em toda a cidade do Rio no sábado:

1º - No Jardim Botânico, choveu 94,8mm entre 8h e 18h deste sábado (02/01/2021), o que corresponde a 62% da média histórica de chuva para este local no mês de janeiro. A média histórica, em janeiro, é de 153,9mm.

2º - Na Rocinha, choveu 94,6mm entre 8h e 18h deste sábado (02/01/2021), o que corresponde a 56% da média histórica de chuva para este local no mês de janeiro. A média histórica, em janeiro, é de 168,5mm.

3º - Em Piedade, choveu 95,4mm entre 8h e 18h deste sábado (02/01/2021), o que corresponde a 55% da média histórica de chuva para este local no mês de janeiro. A média histórica, em janeiro, é de 172,4mm.

EM TODA A CIDADE DO RIO choveu, em média, 30,7mm entre 8h e 18h deste sábado. Essa quantidade média de chuva corresponde a 18% da média histórica de chuva da cidade do Rio para o mês de janeiro, cujo acumulado médio é 165,7mm.

*Média histórica das 33 estações do Sistema Alerta Rio é feita desde 1997.

 

ONDE MAIS CHOVEU

De acordo com as informações do Sistema Alerta Rio, a chuva começou às 8h de sábado (02/01), mas com intensidade fraca, na região de Santa Teresa. A chuva forte começou às 10h, no Jardim Botânico. Veja, abaixo, os locais onde mais choveu, até o momento:

15 minutos
Piedade - 28,2mm , entre 11h e 11h15
Rocinha - 23,4mm, entre 10h15 e 10h30
Alto da Boa Vista - 19,4, entre 11h e 11h15

1h
Piedade - 82,4mm, entre 11h15 e 11h30
Jardim Botânico - 59,2mm, entre 10h e 10h45
Estrada Grajaú-Jacarepaguá - 56,4mm, entre 11h15 e 11h30

 


 

ATUAÇÃO DA DEFESA CIVIL

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, subordinada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), acionou, a partir das 11h03 deste sábado (02/01), 21 sirenes em nove comunidades de alto risco geológico do município onde o índice pluviométrico atingiu o protocolo de desocupação preventiva (40 mm em 1h). Os equipamentos foram deligados ao longo do dia de ontem, diante da redução dos níveis de chuva. 

Os acionamentos aconteceram nas comunidades de Rocinha, Chácara do Céu, Barão, Juramento, Morro do Céu, Pretos Forros, Parque Silva Vale, Rua Brício de Moraes e Ouro Preto - localizadas nas regiões com maior registro de chuvas. 

Chamados – A Defesa Civil municipal registrou, entre as 7h de sábado (02/01) e 7h de domingo (3/01), 56 chamados pelo canal 199 (de atendimento do órgão) em decorrência das chuvas das últimas horas, sendo 25 por ameaça ou desabamento de estrutura; 11 por ameaça ou deslizamento de barreira e 11 por infiltrações ou rachaduras em edificações, entre outros. Técnicos e engenheiros do órgão atuam no atendimento, desde ontem, dos casos. Os bairros de maior demanda são: Cascadura (dez registros), Quintino Bocaiúva (5), Piedade (4), São Cristóvão (4) e Tijuca, Pilares e Paciência (3). 

As equipes da Defesa Civil municipal estão de prontidão no Centro de Operações Rio, mantendo contato permanente com lideranças comunitárias para oferecer suporte e atendimento em caso de necessidade. 

Alertas sonoros - O sistema de alertas sonoros é baseado no monitoramento dos índices críticos de chuva por meteorologistas do Sistema Alerta Rio, lotados no Centro de Operações Rio (COR), onde profissionais da DCMRJ atuam, de forma integrada, 24 horas/dia. O sistema conta ainda com a participação de líderes e voluntários da comunidade, além de pontos de apoio previamente definidos, caso haja a necessidade de evacuar provisoriamente moradores. O Sistema de Alerta e Alarme Comunitário para Chuvas Fortes da Prefeitura do Rio conta com 83 pluviômetros, 165 sirenes e 194 pontos de apoio. 

Informações via SMS - Qualquer pessoa pode receber alerta de chuva forte da Defesa Civil por meio de adesão voluntária. O cadastro é simples, rápido e gratuito: basta enviar mensagem de texto com o CEP de interesse para o número 40199.

 


ATUAÇÃO DA CET-RIO

Neste sábado, em função dos alagamentos provocados pelas chuvas, a CET-Rio atuou nos fechamentos  da Rua Jardim Botânico, estrada da Gávea e Epitácio Pessoa e no monitoramento de outras áreas. A operação na cidade contou com 55 operadores de tráfego e 15 reboques. Além disso, foram  implantados Planos de Contingência no Alto da Boa Vista e no bairro do Catete, onde não houve a necessidade de serem acionados.

 


ATUAÇÃO DA COMLURB

Neste sábado, equipes da Comlurb atuaram em diversos pontos da cidade na desobstrução de ralos, bolsões d'água e quedas de árvores em decorrência da chuva. Na parte da manhã, foram destacados 4.262 garis, com o apoio de 29 pás carregadeiras e 90 caminhões basculantes. À tarde, a equipe foi formada por 1.239 garis, atuando com 29 pás carregadeiras e 85 caminhões basculantes. Já para a noite, foram 375 garis mais duas pás carregadeiras e cinco caminhões basculantes.

Para o manejo de árvores, foram destacados na manhã do sábado 104 garis, com o apoio de 17 cestos aéreos 14 caminhões galhada e dois do tipo munck. Já à tarde, o efetivo foi de 94 garis, com 14 cestos aéreos, 11 caminhões galhada e dois do tipo munck. E, para atuação noturna, a equipe foi formada por 17 garis, três cestos aéreos e três caminhões galhada.

Todas as equipes fazem parte do contingente empregado nas rotinas de operações, incluindo varrição, remoção e coleta em comunidades, limpeza de praias, praças e feiras livres, e que ficam disponíveis para atender as necessidades emergenciais, como os casos de chuvas fortes. O mesmo vale para o efetivo do manejo de árvores, que são equipes operando na rotina e que podem ser deslocadas para eventuais quedas de galhos e árvores durante fortes chuvas.

Vale lembrar que a Comlurb realiza a limpeza preventiva das caixas de ralos durante todo o ano, trabalho que faz parte da rotina diária do gari de varrição, sendo os serviços intensificados durante o verão nos locais onde historicamente se formam pontos de alagamento para agilizar o escoamento das águas.

 


ATUAÇÃO DA RIO-ÁGUAS

A Fundação Rio-Águas trabalhou na operação dos reservatórios de controle de enchentes da Grande Tijuca, neste sábado (02/1). O desvio do Rio Joana também está em funcionamento, desaguando as águas excedentes diretamente na Baía de Guanabara.

Na Zona Sul, a Rio-Águas fez a operação das comportas da Lagoa Rodrigo de Freitas. No momento, todas estão abertas.

Equipes de manutenção de canais atuam, desde este sábado, no desassoreamento do Canal do Jardim de Alah e na caixa de retenção do Canal da Rocinha.

 


ATUAÇÃO DA SECRETARIA DE CONSERVAÇÃO

Todas as gerências da Secretaria de Conservação já estão atuando em diversos pontos da cidade para minimizar os impactos do temporal que começou, no fim da manhã deste sábado, dia 02/01 (sábado).

Todo o efetivo continua de prontidão neste domingo para atuar nos alagamentos e bolsões d'água durante o final de semana, se houver necessidade por causa de mais chuvas.

Desde o começo do mês de dezembro, a Conservação tem promovido operação especial de limpeza preventiva das galerias e desobstrução de bueiros em toda Cidade, além de ações nos pontos históricos de alagamentos no Município; a fim de atenuar o impacto das fortes chuvas.

Regiões afetadas:

Nas zonas Norte, Centro e Oeste, a Conservação enviou equipes com caminhão vac-all para drenar e fazer a água escoar mais rapidamente nas vias.

As equipes também estiveram, neste sábado, com reforços e equipamentos em pontos críticos na Av. Brasil, nos bairros da zona portuária, Barra da Tijuca e Guaratiba, entre outros.

Na Zona Sul, as ações foram intensificadas nos bairros do Catete, Largo do Machado, Gávea, Alto da Boa Vista, Jardim Botânico e Lagoa que registraram ocorrências de alagamentos e bolsões d'água.

 


RECOMENDAÇÕES EM CASOS DE CHUVA E VENTOS FORTES

O Centro de Operações Rio reforça as recomendações de segurança elaboradas pela Defesa Civil do Estado (Sedec-RJ) e pelo Corpo de Bombeiros do RJ diante da ocorrência como chuva e vento fortes, alagamentos e deslizamentos. Confira no link: http://bit.ly/recomendacoeschuvavento

 


MANTENHA-SE INFORMADO COM O APP DO COR. É GRÁTIS!

Veja as ocorrências da cidade, trânsito, transportes, previsão do tempo, o radar meteorológico, pluviômetros e muito mais. Baixe agora o app COR.RIO gratuitamente nas versões Android (http://bit.ly/appcorandroid) e iOS (bit.ly/appcor_ios).

 

QUER SABER SE TEM CHUVA NA CIDADE DO RIO?

Cadastre-se e receba gratuitamente SMS da DEFESA CIVIL com alertas de chuvas no seu celular! Envie o CEP para 40199.

 

Acompanhe notícias em tempo real em www.twitter.com/OperacoesRio

Voltar
Telefones Úteis

Centro de Operações

Rio de Janeiro

Aplicativos

Endereço

Rua Ulisses Guimarães, 300 - Cidade Nova
CEP: 20211-225
Tel.: (21) 2976-4500

Assessoria de Comunicação
(exclusivo para imprensa)

Telefone: (21) 2976-4531 / 4538
E-mail: comunicacao@centrodeoperacoesrio.com.br

Dúvidas, Informações ou Denúncias

Ligue 1746 ou (21) 3460-1746,
quando estiver em uma cidade com código de área diferente do 21

Prefeitura do Rio de Janeiro - Todo o conteúdo deste website está licenciado sob a CC-ATTRIBUTION 3.0 Brazil,
exceto quando especificado em contrário e nos conteúdos replicados de outras fontes.

Powered By: Sete Serviços.